sábado, 18 de abril de 2015

Leitura I - A Religação dos Saberes: O desafio do Século XXI

Com a proposta de um Portfólio, ou seja construindo meus saberes, vou iniciando com um filósofo que adoro e estou constantemente lendo suas obras, me identifico com muitos dos seus dizeres, pois ele propõem que o conhecimento não está fechado nas disciplinas como trabalhamos nas escolas até hoje mas sim na interligação dos saberes.  

A Religação dos Saberes: O desafio do Século XXI - Edgar Morin

- O desafio da globalidade: o saber fragmentado em disciplinas e um dos problemas cada vez mais transversais, polidisciplinares e até mesmo transdisciplinares.
- A não-pertinência, de nosso modo de pensar que nos leva a separar em fragmentos o conhecimento e nos tornando incapazes a pensar sua multidimensionalidade.

As finalidades educativas fundamentais:
1) Formar espíritos capazes de organizar seus conhecimento em vez de armazena-los por uma acumulação de saberes.
2) Ensinar a condição humana
3) Ensinar a viver
4) Refazer uma escola de cidadania

"Somos os filhos do cosmos e, ao mesmo tempo, como disse Jacques Monod, nele vivemos como "ciganos". Somos diferentes e distantes dele devido a nossa cultura, nosso espírito, nosso pensamento, nossa consciência, e é esse distanciamento que nos permite tentar conhecê-lo e interrogá-lo. Penso que essa relação dupla que nos inscreve no mundo e que nos diferencia do mundo deve permanecer presente em nosso espírito." (pag. 27)

"Uma das consequências mais evidentes desses novos estudos é verificável no campo dos semicondutores e do desenvolvimento quase imediato da informática que ocorreu em seguida. Todo um domínio, o dos cálculos de todos os tipos, foi revolucionado em alguns anos; um outro campo, o da imprensa, do rádio, do telefone, também está sendo, pois hoje em dia pode-se encontrar e difundir praticamente todo tipo de informação a partir do momento em que ela tenha sido publicada em algum lugar. Pode-se também, agora, estabelecer uma comunicação com quem quer que seja, em qualquer ponto do globo, e na hora desejada. "Essa mudança atinge ainda pouca gente. Mas os que estão a par de tais inovações tem a impressão bastante nova de que a superfície da Terra encolheu e não somente por meio dos progressos enormes das técnicas que permitem, por exemplo, que em menos de dois dias de viagem seja possível transportar-se para o ponto mais distante de nosso planeta." (pag. 33-34 Jacques Labeyrie)

"O espaço está perdido porque todos os lugares se equivalem, mas o tempo foi reencontrado, pois vivemos no tempo abençoado em que a matéria fala."(pag. 35, Michel Cassé)
"A criação, que é a passagem do indeterminado ao determinado, permanece em si mesma inacessível a razão. Do ponto de vista lógico, o zero é um instante num tempo que ainda não existe." (pag. 35, Michel Cassé)

"A criação, que é a passagem do indeterminado ao determinado, permanece em si mesma inacessível a razão. Do ponto de vista lógico, o tempo zero é um instante num tempo que ainda não existe." (pag. 38, Michel Cassé)


Fonte: MORIN, Edgar (org.) - A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário