sábado, 24 de outubro de 2015

Educação, Escola e Desigualdade

     Conforme Bernard Charlot, a educação é um ato político e ele aponta quatro sentidos:
     "1) a educação transmite modelos sociais que são diferentes para cada grupo social a que as crianças pertencem, de sorte que, ao confirmar esses modelos, a escola sedimenta a organização social, o que, em última análise, é uma atividade política;
     2) a educação forma a personalidade com base em normas e valores presentes na própria estrutura social, fazendo com que as crianças introjetem os mecanismos psíquicos de identificação com o seu grupo e de sublimação das carências, mesmo que estas derivem da injustiça e da dominação de classe;
     3) a educação difunde ideias políticas (de sociedade, justiça, liberdade, igualdade etc.), com as quais a classe dominante consegue fazer passar como legítimos os seus ideais  de vida social;
     4) a educação é encargo da escola que é, como tantas outras, uma instituição social que se move no contexto das regras gerais da sociedade. "




Fonte: Rego, Teresa Cristina (org.). Educação, escola e desigualdade. Vozes, 2011, Vol. I.

Um comentário:

  1. Olá! Sobre essa teoria você concorda com o autor? Você consegue visualizar esses sentidos nos espaços escolares? Continue compartilhando conosco as aprendizagens significativas da semana! Abraços!
    Att Glauber Moraes Tutor EAD Seminário Integrador PEAD-UFRGS.

    ResponderExcluir