quinta-feira, 26 de novembro de 2015

O que será que mudou no mundo e na educação a partir das ideias de Freud?

     Sigmund Freud, foi um médico vienense, do século XIX para o século XX, que tinha como linha de pesquisa o psiquismo do indivíduo, ele comparava a mente como uma montanha de gelo, um iceberg, onde na superfície está a consciência e na parte submersa está o inconsciente. Com isso ele buscava a interpretação dos significados ocultos que existem nas manifestações humanas, como ações, palavras e produções imaginárias (sonhos, delírios, associações livres, atos falhos). 
     A partir de suas observações a psicanalise pode ter uma base para as psicoterapias, os aconselhamentos, orientação e assim pode-se chegar a uma compreensão dos fenômenos sociais que estão muito relevantes em nosso mundo contemporâneo, como as angustias e sofrimentos ligados ao individualismo, como por exemplo a violência que atingem níveis alarmantes atualmente.
     Estudiosos pós-freudianos que tiveram uma grande contribuição, como Melaine Klein que procurava compreender os vínculos principalmente na relação entre a mãe e o bebê, onde procurou descobrir sobre as angustias e as fantasias e como essa relação influência na personalidade da criança. E outro como Winnicott, onde desenvolveu a teoria do desenvolvimento emocional e os diferentes graus de perturbação emocional.
     Com as avaliações de vários pesquisadores como Freud que procurava no inconsciente, o interior do ser humano, e assim tentar explicar os sentimentos humanos e os pós-Freud como por exemplo Klein, Winnicott e outros, que procuravam analisar as relações externas da criança, pode-se atualmente chegar a um consenso das dificuldades que nossa sociedade enfrenta e como são as realidades, conflitos e sentimentos que nossos alunos da pós-modernidade se encontram e dessa forma tentar chegar nas melhores metodologias para o desenvolvimento de suas aprendizagens durante essa trajetória que é a infância e adolescência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário