segunda-feira, 18 de julho de 2016

Diagnóstico Precoce


      O diagnóstico da Surdez quando realizada na infância pode a vir a amenizar vários problemas relacionados ao desenvolvimento educacional, social e emocional da criança. São poucas as vezes em que os pais percebem que o filho apresenta alguma perda auditiva, já que as crianças até um ano de idade apresentam comportamentos semelhantes, e quando ocorre o diagnóstico de surdez o seu impacto em sua maioria acaba por repercutir na vida desta criança e de seus familiares. Na maioria das vezes os pais não sabem como lidar com as necessidades destas crianças e são desta incompreensão que sujem os conflitos tornando as relações afetivas entre pais e filhos distantes.
         Quando eu fazia curso de extensão na ULBRA, em LIBRAS, tive a experiência de fazer observação na Escola Especial para Surdos Frei Pacifico, foi muito enriquecedora pois tive contato com adolescente das séries finais do ensino fundamental. Chegando lá logo me espantei por haver tanto barulho, na minha falta de conhecimento imaginei que por se tratar de uma escola de surdos seria silenciosa, me enganei. A Supervisora que me atendeu na escola foi de uma paciência impressionante, me mostrou a sala de vídeo e como os trabalhos direcionados aos alunos eram realizados depois me conduziu em sala de aula que por coincidência era de Geografia, mas como havia amostra de trabalhos a professora iria se ausentar por alguns minutos e eu ficaria com a turma sozinha, com certeza na hora esqueci tudo que havia estudado em dois anos, fiquei tão nervosa, mas quando me vi dentro da sala havia apenas 8 alunos mas parecia pela agitação que estavam dentro da sala 30 adolescentes.
                                               
       Mas como gosto de desafios em alguns minutos já estava conversando com os alunos e dentre as conversas uma em especial me chamou muito a minha atenção. Era de uma menina, Suzanne, ela me explicava como foi para ela conseguir chegar até ali naquela escola e como no fim do ano já iria terminar a escola, pois quando ela frequentava a escola “normal” todos e até mesmo a professora a considerava uma aluna problema e que seus pais deveriam procurar recursos já que Suzanne necessitava de atendimento especializado. Foi quando o pediatra que a atendia descobriu que a dificuldade dela de aprendizagem se dava em função do seu alto grau de surdez e que era está a causa de seu mal comportamento em sala de aula, a professora por desconhecer o diagnóstico médico a considerava com problemas cognitivos e não imaginava que a única dificuldade era a da linguagem. Feito o diagnóstico correto sua avó procurou se informar como ajuda-la e foi assim que seu mundo mudou completamente, pois chegando na escola ela se identificou com outras crianças e a partir deste contato novos caminhos surgiram, em pouco tempo ela aprendeu a se comunicar e Suzanne já tinha feito muitos planos para seu futuro como fazer o ensino médio e depois ir para uma faculdade e o principal ela tinha amigos que à entendiam. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário