segunda-feira, 8 de maio de 2017

PENSAR / ACREDITAR

A nossa capacidade de aprender está relacionada à nossas crenças, ou seja, com o pensamento/opiniões que temos sobre o mundo, sobre os “outros” ou até mesmo sobre nós mesmos. E a crença de que temos a capacidade de aprender está intimamente relacionada na crença de que podemos alcançar nossos objetivos, no momento que acreditamos em nosso potencial damos suporte para que nossas crenças se tornem realidade. 
Então as crenças podem se desenvolver a partir de duas fontes a interna em que é aquela que identificamos/sentimos em que se torna imaginada/inspiradora quando acreditamos em nosso potencial. E podemos apontar uma outra fonte que é a externa, e que tem uma grande aplicação na sala de aula, que é a forma como a outra pessoa projeta sua visão sobre nós. Como quando o professor tem em seu imaginário que os alunos apresentam capacidade para desenvolver determinadas atividades, todas as suas ações serão determinadas para que todos realizem positivamente e mesmo aqueles alunos que não conseguem atingir prontamente todos os objetivos, o professor com certeza encontrará uma justificativa para a sua dificuldade como o contexto social, as preocupações da idade. 
Mesmo assim este professor empreenderá outras ações que promovam incentivo e metodologias diferenciadas para que estes alunos desenvolvam as habilidades para ultrapassar os desafios propostos, pois estará vivenciando esta realidade imaginada acreditando em suas capacidades.

Um comentário:

  1. Jaqueline, ampliando as reflexões, poderias apresentar um exemplo de ação empreendida por ti, ou demais professores, que mobilize os alunos a ultrapassar os desafios propostos! É uma boa possibilidade de refletir pensando na prática cotidiana!

    Seguimos nas reflexões...
    Abraços,
    Tutora Renata B.
    Seminário Integrador V

    ResponderExcluir